CategorySaúde e Beleza

Máscara de hidratação X Condicionador: qual é a diferença?

Para complementar a lavagem, muitas pessoas acabam substituindo o uso do condicionador pela máscara acreditando que, dessa forma, a hidratação dos fios pode ser potencializada.

Mas você sabia que, apesar de terem algumas funções semelhantes, esses dois produtos são bastante diferentes?

Para não restar dúvidas, vamos explicar as diferenças entre esses cosméticos. Confira!

Máscara X Condicionador: quais as diferenças? Frequência de uso:Enquanto o condicionador pode ser usado diariamente, a máscara deve ser usada com um intervalo maior de tempo (de 15 em 15 dias, aproximadamente), o tempo pode variar pelo seu tipo de cabelo e pela necessidade do seu fio. Ação no cabelo:O condicionador age somente na cutícula (parte externa) dos fios, já a máscara de hidratação penetra na fibra capilar. Tratamento dos danos:Por ser um produto de uso diário o condicionador trata os danos mais leves causados no dia a dia, enquanto a máscara trata danos mais fortes, causados por fatores externos como o uso de descolorantes, tinturas e ferramentas de calor. Resultado nos fios:Justamente por agir somente na cutícula, o condicionador não oferece um tratamento tão intenso, ele só condiciona e equilibra o pH dos fios, fazendo com que eles fiquem mais macios e desembaraçados. Também é conhecido por selar a cutícula do fio, promovendo um aspecto sedoso e brilhante Já a máscara de hidratação proporciona um tratamento mais intenso, devolvendo água e nutrientes para a fibra capilar, proporcionando fios saudáveis e bonitos. Composição:Os ingredientes que formam esses cosméticos também são diferentes. Enquanto a fórmula dos condicionadores traz ingredientes para dar mais emoliência e desembaraço aos fios, a fórmula das máscaras precisa conter ingredientes para um tratamento mais intenso que devolva os nutrientes necessários para os fios como, por exemplo, a queratina.Posso usar máscara e condicionador?Sim, pode! Mas é preciso ter cuidado e lembrar que o condicionador pode ser usado, sim, diariamente, enquanto a máscara não. Você não precisa usar a máscara sempre que usar o condicionador, mas precisa usar o condicionador sempre que usar a máscara para obter um melhor resultado.Isso porque o condicionador vai selar as cutículas dos fios depois da hidratação. Ou seja, o passo a passo é, basicamente: lavar o cabelo com shampoo, aplicar a máscara e deixá-la agir pelo tempo indicado na embalagem. Em seguida, basta enxaguar o cabelo, depois aplique o condicionador (no comprimento do cabelo) e enxague novamente.

Agora que você já conhece as principais diferenças entre o condicionador e a máscara de hidratação, aproveite para usar esses produtinhos e deixar seu cabelo ainda mais lindo!

megalizz 1

Megalizz é bom? Nova Febre do nicho de beleza dos cabelos que recentemente chegou no Brasil: progressiva Megalizz progressiva sem formol que tem auxiliado muitos mulheres a alisar os cabelos proporcionando beleza e saúde por todo planeta.

A ordem de queda dos dentes de leite em crianças

Quando são substituídos os dentes de leite pelos dentes definitivos

Guiainfantil.com 11 de maio de 2016

A queda dos primeiros dentes costuma começar por volta dos cinco ou seis anos, quando começa um longo processo de queda e renovação de dentes até alcançar a dentição definitiva. À medida que os dentes definitivos crescem e começam a sair, empurrando os anteriores, fazendo com que estes últimos se desprendam.

O momento de descamação ou queda de cada dente de leite, que são 20 no total peças, é aproximado, já que pode haver variações devido à genética ou outros motivos. Os dentes inferiores, que provavelmente foram os primeiros a aparecer, também costumam ser os primeiros a cair.

Como é que saem os dentes definitivos para as crianças?

Inferiores. Os incisivos inferiores nascem na parte interna da gengiva, por trás dos dentes de leite, empurrando-os para fora. Na boca dos meninos se pode apreciar a árvore dos novos incisivos por trás dos incisivos de leite, que ainda não caíram.

Superiores. Nascem por diante da gengiva, empurrando os dentes de leite para dentro, antes de sua queda. Os incisivos centrais superiores saem em torno dos 6 ou 7 anos.

Mós, de seis anos. Este primeiro molar definitivo vai sair por trás das últimas dente de leite. Essas rodas não substituem a nenhuma outra, mas que ocupam o espaço livre que há por trás dos segundos molares, que ainda não caíram, e convivem com elas durante alguns anos. Aparecem primeiro as de baixo e, em seguida, as de cima.

O que fazer quando começa a mover-se um dente?

A recomendação é não forçá-lo, devido a que você pode passar muito tempo desde que começa a se mover até que ele cai e os movimentos podem danificar o dente definitivo ou a gengiva. É importante evitar tocá-lo com a língua ou com os outros dentes para provocar o seu descolamento.

No entanto, quando está muito solto e se mexe tanto que incomoda a criança para falar ou comer, podemos permitir que tirá-lo ele mesmo. Se o movérselo, não dói, é que está bem solto.

Por que caem os dentes de leite

A queda dos dentes de leite ocorre quando o dente permanente que está sob a gengiva, começa a pressionar o dente de leite e vai aflojándolo pouco a pouco. Os dentes caem, deixando um espaço onde aparece o dente novo. Os dentes definitivos despontam na gengiva desgastando as raízes dos dentes de leite, que começarão a se deslocar até a sua queda.

Como se posicionam os dentes definitivos

Os dentes permanentes que vão saindo são maiores que os de leite, por isso a separação que estes tinham entre si desaparece quando caem. Os dentes novos, por ser de maior tamanho que os de leite, nem sempre estão bem posicionados ou não têm espaço suficiente para colocar corretamente e saem por onde podem. Em geral, no decorrer da troca de dentição alguns dentes podem sair torto, mas quando se desenvolve o osso máxilofacial e se completa se vão alinhando um pouco sozinhos.

No entanto, quando o alinhamento dental não é boa, o dente definitivo erupciona ao lado do dente de leite, e não acima dele, sem desgastar a sua raiz. Então, aparecerão na boca dos dois, formando uma dupla fileira de dentes. Isso é mais freqüente nos incisivos e é aconselhável informar ao dentista para antecipar a queda do dente de leite, já que quando o definitivo encontre o seu buraco você vai passar a ocupar o lugar vazio.

A partir de que idade caem e são substituídos os dentes de leite

GuiaInfantil.com foi elaborado um esquema que pode servir de guia para os pais para que eles saibam quando costumam cair os dentes de leite ou temporários e quando serão substituídos pelos dentes grandes e fortes, conhecidos como dentes permanentes ou definitivos. Será também o momento de recordar o conto de Ratinho Pérez para que as crianças sintam entusiasmo pela perda de um dente e o nascimento de outro.

Dentes inferiores

1- Incisivo centralQueda de 7 anos e meioSaída: 7 8 años1- Incisivo centralQueda: 6 anosSaída: 6 7 años2- Incisivo lateralQueda: 8 anosSaída: 8 9 años2- Incisivo lateralQueda: 7 anosSaída: 7 8 años3- CaninoQueda: 11 anos e meioSaída: 11 12 años3- CaninoQueda: 9 anos e meioSaída: 9 10 años4- Primeiro molarQueda: 10 anos e meioSaída: 10 -11 años4- Primeiro molarQueda: 10 anosQualidade: 10 12 años5- Segundo molarQueda: 10 anos e meioSaída: 12 13 años5- Segundo molarQueda: 11 anosSaída: 11 13 años6- Terceiro molarSaída: 17 21 años6- Terceiro molarSaída: 17 21 años7- Primeiro pré-molarSaída: 10 12 años7- Primeiro pré-molarSaída: 10 12 años8- Segundo pré-molarSaída: 10 12 años8- Segundo pré-molarSaída: 11 12 anos

Quem leva os dentes de leite de crianças

Promovido

Explicamos-Te como afetam os antibióticos a bebés e grávidas e cuidado que você deve ter na hora de consumi-los.

  1. Capa
  2. Saúde
  3. Dentes
  4. A ordem de queda dos dentes de leite em crianças

Relacionados

DenteDenteChupetaBiscoitosSaúdeEducacióncaída de dentes saída de dentes cárie do biberão cárie nos dentes de leite prevenção de cárie saúde dental ir ao dentista higiene bucal

263 Comentários

×

Responsável Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação Consentimento do titular dos dados

Direitos Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais , você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Veja mais

O mais visitado

AlimentaçãoLazerSaúdeBebês

Boletim informativo Semanal GuiaInfantil.com

Receba nossas novidades em seu e-mail

×

Responsável Polegar Meios S. L. N. E

Objectivo Gerir os comentários ou Registro na web

Legitimação Consentimento do titular dos dados

Direitos Tem o direito de aceder, rectificar e cancelar os dados, bem como outros direitos, como se explica a informações adicionais

Informações adicionais , você Pode consultar a informação adicional e mais detalhada sobre a Protecção de Dados Pessoais na Política de Privacidade e Aviso Legal https://www.guiainfantil.com

Utilizamos cookies próprias e de terceiros para melhorar o nosso serviço, elaborar informação estatística e para a veiculação de publicidade personalizada. Se você continuar a navegar ou fechar a mensagem, entendemos que você está aceitando. Você pode alterar as configurações na nossa Política de Cookies

GuiaInfantil.com é o site líder em audiência na categoria Família e Estilo de Vida, com 14 milhões de visitantes por mês.

Polegar Meios S.L. © 2000-2018. Todos os direitos reservados.

Made with by 360audience

whitemax 1

Leia também: Whitemax resenha? lançamento do nicho de beleza dos cabelos acaba de chegar no Brasil: clareador dental Whitemax alisador natural que tem auxiliado milhares de pessoas em todo país a alisar seus cabelos em casa.

Autismo – Como Identificar? Sintomas e Tratamentos para o Distúrbio

O autismo é um transtorno que causa um sério comprometimento na interação social e na comunicação. Geralmente, costuma ser percebido nos primeiros anos de vida da criança, sendo compromisso de um profissional a identificação dela e de seus vários graus.

O Transtorno do Espectro Autista (TEA), como também é conhecido, gera uma série de problemas, principalmente relacionados às interações e à comunicação da criança. Além disso, é comum que crianças autistas não sejam tão participativas dentro de seus grupos escolares, por exemplo.

Entenda melhor o que é esse transtorno e como identificá-lo:

O que é Autismo?

É um transtorno neurológico, que além de comprometer as interações sociais e as comunicações da criança, também desenvolve comportamento restrito e repetitivo.

Esse transtorno afeta a forma como o cérebro processa as informações, sendo que as causas envolvem predisposição genética, de cunho hereditário. No entanto, fatores ambientais também podem influenciar no autismo há estudos que analisam os defeitos congênitos como causa, mas ainda não há resultados concretos sobre o tema.

Geralmente, os sintomas aparecem nos 3 primeiros anos de vida da criança. A intervenção rápida auxilia em seu desenvolvimento, ajudando em suas deficiências comportamentais, cognitivas e na fala. O tratamento rápido ajuda a criança a desenvolver alguma habilidade de interação e comunicação, no entanto, sempre terá alguma resistência, já que o autismo não tem cura.

Há crianças que crescem e têm uma vida relativamente normal, apesar de suas dificuldades em sociedade. No geral, gostam de rotinas e do controle da situação. Ao mudar algo, poderão sentir-se indefesos, gerando uma crise.

Para o diagnóstico do autismo, é observado três pilares fundamentais desse transtorno:

  • Dificuldades em comunicar-se;
  • Dificuldade nas interações sociais;
  • Comportamento incomum (manias).

Tipos de autismo

O autismo é dividido em três tipos:

  • Síndrome de Asperger;
  • Transtorno Autista ou Autismo Clássico;
  • Transtornos invasivos do desenvolvimento.

Síndrome de Asperger

Essa é considerada uma forma mais branda do autismo, um transtorno neurobiológico, que afeta o desenvolvimento. Isso inclui problemas com habilidades sociais, comportamentos excêntricos e/ou repetitivos, criando práticas ou rituais incomuns, como vestir-se em uma ordem específica.

Transtorno Autista ou Autismo Clássico

Esse é um tipo de autismo mais evidente. Além dos sintomas clássicos, também há atrasos significativos na linguagem, aumentando os desafios sociais e de comunicação. É comum que crianças com esse tipo de autismo também desenvolvam deficiências intelectuais.

Transtornos invasivos do desenvolvimento

Diferente dos outros tipos acima, esse não apresenta os 3 pilares do autismo, apenas 2 deles. Sendo assim, a criança pode ter problemas comportamentais e de comunicação, mas interage bem. É comum o diagnóstico desse tipo de autismo acontecer depois dos 3 anos, pois é mais complicado observar o problema.

Como identificar o autismo: sintomas

O problema pode ser identificado pelos pais ou pela escola, com base no comportamento da criança. É comum que elas desenvolvam-se normalmente, até certa idade, mas, por volta dos 18 meses, ela regride.

Para identificar se a criança tem algum nível de autismo, observe se ela tem dificuldades de brincar de faz de conta e de interagir com outras crianças ou adultos. Outro sintoma do autismo é a complexidade da criança de se comunicar de forma verbal ou não verbal.

Há, também, outras formas que podem indicar o transtorno, como a alteração hormonal diante de uma mudança de rotina, a repetição de certos movimentos corporais, oapego a alguns objetos ou a sensibilidade em relação aos sentidos (tato, olfato, audição e visão).

Se a criança prefere ficar sozinha e retraída e não possui amigos, também são sinais de que possui o transtorno.

Autismo tem tratamento?

O autismo tem tratamento, mas não tem cura. Cuidar do problema ajuda a criança a desenvolver-se melhor, mas, mesmo assim,apresentará os sinais e terá dificuldades em comunicar-se e interagir.

Para o tratamento do autismo é preciso uma equipe multidisciplinar, que incluí médicos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, psicólogos e pedagogos. Os remédios só são necessários em casos de agressividade, pois o intuito do tratamento é incentivar que a criança faça pequenas tarefas rotineiras. Quanto mais cedo é feita a intervenção, maiores serão as chances de obtenção de melhora nos sintomas do autismo.

© 2020 Passion Saúde

Theme by Anders NorénUp ↑